10 de maio de 2023, 09:39

90 anos do Corpo de Bombeiros de Sergipe é comemorado com atividades


Publicado em 05/11/2010

Prossegue a programação alusiva aos 90 anos do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe. Nesta quinta-feira, 4, a praça Fausto Cardoso, centro comercial de Aracaju, foi palco de várias atividades desenvolvidas pelos soldados do fogo. A população sergipana teve a oportunidade de ter contato com equipamentos e viaturas operacionais utilizadas nas mais diversas atividades desenvolvidas pela Corporação. Foi realizada exposições, apresentação da banda de música dos bombeiros e simulados de técnicas de salvamento em altura. Na manhã desta sexta-feira, 5, acontece no quartel central do Corpo de Bombeiros uma formatura geral com entrega de medalhas.

A instituição completou mais um ano de existência no dia 1º de outubro deste ano com muitos serviços prestados à sociedade sergipana. A instituição teve origem no dia 1º de outubro de 1920, quando na oportunidade o presidente da província de Sergipe, Marechal Pereira Lobo, criou a Secção de Sapadores-Bombeiros da Força Pública do Estado de Sergipe.

A instituição teve origem no dia 1º de outubro de 1920, quando na oportunidade o presidente da província de Sergipe, Marechal Pereira Lobo, criou a Secção de Sapadores-Bombeiros da Força Pública do Estado de Sergipe. Em 1931, a corporação adquiriu os primeiros veículos para combate a incêndio: um carro bomba a vapor, além de uma escada Magyrus, ambos de tração animal.

Em 1936, a Seção de Bombeiros passa para o município de Aracaju, sendo denominada de Companhia de Bombeiros com efetivo fixado em 63 homens. Em 1955, a companhia é transformada em Corpo de Bombeiros Municipal de Aracaju com comando escolhido e nomeado pelo prefeito. Em 1984, o Corpo de Bombeiros, passa a ser incorporado a Policia Militar do Estado, sob a denominação de Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado de Sergipe e com estrutura de Batalhão.

Em 1999, por força de Lei nº. 4.194 de 23 de dezembro do mesmo ano a corporação adquiriu autonomia administrativa, desvinculando-se da Polícia Militar, tornando-se dessa forma, diretamente subordinada a Secretaria de Estado da Segurança Pública. “É importante ressaltar que em virtude da realização do processo eleitoral no País, as comemorações alusivas ao nonagésimo aniversário da Corporação serão realizadas tão logo seja concluído o período eleitoral, haja vista que o evento contará com a participação de convidados de outros Estados. Parabéns indistintamente a todos os oficias, subtenentes, sargentos, cabos e soldados que dia a dia cumprem o ofício sagrado de salvar vidas”, destacou o comandante geral, coronel Nailson Santos.

 

Avanços

O Corpo de Bombeiros prossegue seu processo de reestruturação. Investimentos vêem dando um “upgrade” na Corporação. No dia 25 de agosto deste ano a frota do Corpo de Bombeiros teve sua capacidade de combate a incêndio ampliada em cerca de 150%. A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) e a Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) adquiriram cinco viaturas de combate a incêndio do tipo ABT (Auto-Bomba Tanque) e um carro de combate a incêndio de apoio operacional denominado Auto-Tanque Bi-Trem. A soma dos reservatórios de água dos novos veículos chega a ordem de 73 mil litros de água.

A capacidade da antiga frota da Corporação era de 40 mil litros e meio. De acordo com o comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Nailson Santos, os ABTs foram adquiridos por R$ 525 mil cada um, totalizando um investimento de R$ 2.625 milhões. Este tipo de carro de emergência tem uma capacidade de 5 mil litros de água e é considerado um dos mais modernos veículos de combate a incêndio da atualidade. Já o Auto-Tanque Bi-Trem possui dois reservatórios com capacidade de armazenamento de 48 mil litros de água. O investimento nessa viatura foi R$ 700 mil.

“Para se ter uma idéia do que esse investimento representa para a estrutura do Corpo de Bombeiros, atualmente, do total de 40,5 mil litros de água de capacidade da frota antiga a Corporação só utilizava 20,5 mil litros distribuídos em cinco viaturas com capacidade de 2,5 mil litros cada uma e outros quatro veículos com capacidade de 2 mil litros. Só o Auto-Tanque Bi-Trem tem uma capacidade de armazenamento que supera em mais de duas vezes a capacidade total dos antigos veículos em condições de funcionamento. Pela primeira vez na história contamos com carros de combate a incêndio de reserva”, comemora Nailson.

O Corpo de Bombeiros recebeu, ainda, cinco botes infláveis, além da locação de duas pick-ups que serão utilizados no trabalho de prevenção realizado pelos guarda-vidas. Os botes são equipados com motor de popa de 40 HP e com uma carreta para locomoção das embarcações. Os cinco botes foram adquiridos por R$ 250 mil. Na oportunidade, o comandante Nailson informou, ainda, que já está em processo de licitação a aquisição de um veículo tipo plataforma, capaz de dar suporte ao combate a incêndio em edificações com até 54 metros de altura.

“Esses veículos vêem para acabar definitivamente com deficiência estrutural da Corporação. O processo de aquisição da plataforma é demorado por se tratar de uma viatura de fabricação internacional, já que não existem empresas no Brasil especializadas neste tipo de montagem”, explicou. O Corpo de Bombeiros vai dispor, também, de três jet skis que serão utilizados na atuação dos militares em ambientes aquáticos.

Além disso, os projetos de reestruturação dos quartéis do Corpo de Bombeiros da capital e do interior estão em andamento. Será construído um quartel na praia da Atalaia e o processo de interiorização será ampliado. “Os próximos passos é melhorar a estrutura das unidades existentes, construir um novo quartel na praia da Alataia, construir destacamentos em municípios do interior e ampliar o nosso efetivo”, finalizou o comandante.