16 de maio de 2023, 11:09

Bombeiros iniciam treinamento de resgate veicular


Publicado em 19/09/2017

 

 

 

 

 

 

 

O Departamento de Pesquisa, Ensino e Instrução do Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (DEPI/CBMSE) iniciou, na última segunda-feira (18), um treinamento de resgate veicular com a tropa que atua no serviço operacional dos diversos grupamentos e subgrupamentos independentes distribuídos no estado. Cada unidade da corporação receberá uma semana de instruções, começando pelo Grupamento de Itabaiana. O treinamento acontece até 19 de outubro, com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na disponibilização do local e das sucatas a serem empregadas nas aulas.

A iniciativa tem o objetivo de melhorar o desempenho dos bombeiros nas ocorrências específicas nesta área, padronizando as ações e dando maior confiança quanto ao uso das técnicas de salvamento veicular. O capitão BM Alysson Carvalho, que participou do Rescue Days, em São Paulo/SP, no último mês de agosto, auxiliará nas instruções, atualizando os militares de serviço no que diz respeito às novas técnicas de extração de vítimas de um veículo acidentado, a exemplo da extração ‘ângulo zero’.

“Mostraremos as técnicas de acesso, de corte nas estruturas do veículo acidentado, de desencarceramento e estabilização veicular. Serão relembrados os princípios de atuação e a rotina do resgate veicular, além de debatermos o novo conceito de guarnição no salvamento veicular oriundo do WRC (World Rescue Challenge)”, explica o capitão Carvalho.

Segundo o chefe do DEPI, tenente coronel BM Max Oliveira Meneses, o treinamento faz parte da política de educação e valorização profissional do CBMSE, garantindo a capacitação continuada de todos os bombeiros. “A corporação tem, em sua rotina de trabalho, treinamentos de resgate veicular, seja por meio de cursos, atualizações, seminários ou mesmo estudos sobre o tema. Para estas instruções sobre técnicas de cortes das ferragens de veículos acidentados, cada ala de serviço terá um dia/aula por semana, que variará de segunda a quinta-feira. Participarão da instrução todos os militares que estiverem de plantão na unidade contemplada da semana. Caso haja alguma ocorrência ou qualquer ato de serviço que venha a prejudicar a instrução, a mesma será interrompida ou mesmo cancelada e será reiniciada em outro momento, sem que haja prejuízo para instrução ou para o serviço”, reforça.