19 de maio de 2023, 08:26

Bombeiros promovem palestra sobre “Riscos de afogamento” para crianças do Museu de Arqueologia


Publicada em 13/11/2019

Na manhã desta quarta-feira (13), o comandante do Grupamento de Busca e Salvamento (GBS), tenente-coronel Hector Monteiro e o tenente Sinério dos Santos, guarda-vida e mergulhador do Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE), ministraram uma palestra sobre os riscos e cuidados com o meio líquido e fizeram um alerta sobre acidentes domésticos, para crianças da escola estadual Zumbi dos Palmares, no Museu de Arqueologia de Xingó (MAX), localizado no município de Canindé de São Francisco, em Aracaju-SE.

A palestra chamou a atenção dos alunos e professores que estiveram presentes no Museu, sobre os riscos com água em praias, rios, piscinas, açudes e como se prevenir para evitar futuros afogamentos e acidentes relacionados. Também foi passado noções básicas de primeiros socorros, segurança no lar e ações de combate aos riscos de incêndio.

“Sempre que estamos realizando alguns trabalhos, como limpeza de material ou esperando alguma programação, aproveitamos e pegamos algumas crianças que chegam dos ônibus para visitar o Museu e fazemos uma palestra rápida sobre os riscos de afogamento no meio líquido em geral. Aproveitamos a oportunidade para fazer um alerta sobre os riscos em acidentes domésticos. Com isso, nós trabalhamos primeiro com a prevenção, fazendo com que as crianças repassem para outras sobre o trabalho preventivo, e assim, consequentemente ajuda a diminuir os riscos de afogamentos e acidentes domésticos”, explica o tenente, Sinério dos Santos .

O objetivo da corporação é educar por meio de atividades recreativas e disseminar a prevenção de acidentes domésticos e cuidados básicos de primeiros socorros, tendo em vista que essas crianças levam essas informações para os familiares, tornando-se multiplicadores da fala dos bombeiros.

O tenente- coronel Carlos Alves, ressalta a importância dessas atividades. “Considerando que essas crianças estão em área de risco, uma vez que, segundo a estatística do CBMSE, grandes números dos afogamentos no estado de Sergipe, ocorrem nas aguas do rio de São Francisco, na região onde essas crianças residem”, completa o coronel.

Por: Brunno Carvalho


Site desenvolvido pela Emgetis com software livre - WordPress