19 de maio de 2023, 09:05

CBMSE orienta sobre riscos envolvendo álcool para higienização em veículos


Publicada em 05/04/2020

Uma foto que circulou nas redes sociais de um freio de mão queimado gerou dúvidas em relação à segurança do uso de álcool para higienização de mãos e objetos em veículos. O Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE) alerta que existem riscos, já que se trata de uma substância inflamável, e orienta sobre os cuidados a serem adotados.

“Existe o risco de combustão. Sobre a foto que circulou, foi verificado que aconteceu uma centelha por conta do celular que estava carregando. Então o álcool não deve ser guardado no carro, não pelas altas temperaturas, mas por conta do contato com outras fontes de ignição como centelhas causadas pela partida do carro, carregador do celular, entre outros”, afirmou o capitão Emerson Júnior.

Ele explica ainda os cuidados que devem ser adotados na utilização do álcool para higienização de superfícies do carro como volante e maçaneta, onde as pessoas normalmente levam as mãos e querem fazer a desinfecção. “Deve ser feito com o veículo desligado, aberto, em local com temperatura baixa. De forma que evite contato com alguma fonte de ignição como foi citado do próprio carro, ou externa. Evitar também a utilização em excesso do álcool nessa limpeza”, orientou.

Segundo ele, o álcool deve ser armazenado em locais frescos e arejados. Além disso, deve ser mantido na embalagem original, fechado. Se for transportar, que seja em pequena quantidade, também na embalagem onde foi adquirido.

Por Brunno Carvalho