9 de maio de 2023, 11:45

CBRESC forma bombeiros para atuarem no Estado


Publicado em 13/11/2009

 

A Secretaria Nacional de Segurança Pública e o CBMSE (Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe) já são grandes parceiros na promoção do bem-estar e da segurança dos cidadãos. Nesse diapasão, nos meses de setembro e outubro deste ano, através da Força Nacional de Segurança, foi realizado um curso de busca e resgate em estruturas colapsadas (CBRESC) e busca rural com cães.

Em tempo integral, os sargentos Genival Santana e Amaro Ezequiel do CBMSE, com os cães Brado e Black, também pertencentes à Corporação, foram integrados à Força Nacional no Distrito Federal para realizarem o treinamento.

O curso, que teve uma carga de 400 horas distribuídas em disciplinas como veterinária, psicologia canina e práticas de salvamento, foi ministrado nos quartéis do 1º Batalhão de Incêndio e no Batalhão de Busca e Salvamento do Corpo e Bombeiros Militar do Distrito Federal.

Para o Sargento Genival Santana, com 22 anos de experiência profissional, o treinamento não foi um investimento apenas no profissional, mas, na qualidade dos serviços prestados ao povo sergipano. “Aprendemos novas técnicas de buscas e resgates que ajudarão no salvamento de pessoas desaparecidas ou presas em edificações colapsadas ou em áreas de florestas também. E mesmo que situações semelhantes nunca venham a ocorrer, é importante que nós estejamos sempre preparados”, informou.

Durante a realização do curso, o homem e o cão passam por um processo de aproximação e sinestesia, o homem passa a conhecer o cão e vice-versa. “Isso ajuda muito em operações de resgate, que na maioria das vezes, são feitas em condições extremas. Mas, se a equipe estiver bem treinada e unida, tudo fica mais fácil”, finalizou o Sargento Amaro Ezequiel, bombeiro há mais de 17 anos, possuidor de um histórico profissional invejável.

Atualmente, mais dois bombeiros sergipanos estão freqüentando o curso de resgate com cães em Brasília e reforçará em breve a equipe de buscas especiais com cães, que conta hoje com 5 bombeiros treinados, com experiência em grandes operações de busca e salvamento, como aconteceu nas operações das tropas de ajuda humanitária em Santa Catarina no ano passado convocadas pelo Governo Federal.

Fotos: ASCOM/CBMSE