16 de maio de 2023, 10:48

Comandante do CBMSE visita quartéis de Estância e Lagarto


Publicado em 18/08/2017

O comandante geral do Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE), coronel BM José Erivaldo Mendes, visitou, na última quinta-feira (17), as unidades operacionais da corporação em Estância e Lagarto. O objetivo é conhecer de perto as necessidades dos quartéis do interior, do ponto de vista de efetivo e das instalações físicas, para planejamento das ações de melhoria do atendimento prestado à população das regiões Sul e Centro-Sul do estado.

De acordo com o comandante geral, visitas técnicas como estas são importantes para aprimoramento dos serviços oferecidos pelo Corpo de Bombeiros, tanto na forma preventiva quanto na parte operacional. “Sabemos que as unidades do interior atendem a duas áreas da corporação: a parte operacional e a parte de atividades técnicas. Viemos conhecer essa a realidade e passar as orientações necessárias, porque sabemos que é preciso estar perto, orientando os encaminhamentos e implementando uma filosofia padronizada de trabalho, para que realmente os objetivos sejam alcançados”, explica o coronel Mendes.

Para o capitão BM José Odirlei da Silva, comandante do 1º Subgrupamento Independente Bombeiro Militar (SGIBM) de Lagarto, cuja área de atuação abrange sete municípios(Lagarto; Simão Dias; São Domingos; Salgado; Riachão do Dantas; Tobias Barreto e Poço Verde), a visita traz resultados positivos, já que permite trocas de informações voltadas a melhorar as necessidades operacionais e administrativas. “É necessário caminhar junto, no mesmo pensamento, para melhor atender à sociedade”.

A importância do alinhamento de estratégias de melhoria das atividades do Corpo de Bombeiros no interior de Sergipe, sem perder de vista as especificidades e demandas de cada unidade, também foi citado pelo capitão BM Eduardo Moura, comandante do 2º Grupamento Bombeiro Militar (GMA) de Estância, responsável pelo atendimento de ocorrências de dez municípios (Estância; Itabaianinha; Tomar do Geru; Boquim; Pedrinhas; Arauá; Santa Luzia do Itanhy; Indiaroba; Umbaúba e Cristinápolis).

“É muito importante a presença do comando e da diretoria operacional aqui na unidade de Estância, tanto para conhecer a realidade do quartel quanto para identificar possíveis dificuldades a serem sanadas. Além disso, é necessário que os militares conheçam a nova linha de trabalho do comando e, a partir daí, tentem-se somar, visando trazer melhores condições para a instituição e para a população em geral”, ressalta o capitão Moura.