12 de janeiro de 2024, 10:59

Corpo de Bombeiros alerta população sobre cuidados com uso de gás de cozinha para evitar acidentes


Diante dos recentes acidentes envolvendo gás de cozinha que foram notícia em todo o país, surgiram muitas dúvidas a respeito do seu uso. O Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE) alerta sobre os cuidados que precisam ser adotados no uso do botijão, visando a segurança da população.

“O botijão de gás é seguro, desde que sejam adotadas as medidas de segurança necessárias. Ele possui um dispositivo que derrete em temperaturas acima de 75 graus, aliviando a pressão interna do cilindro, evitando que ele venha a explodir. O que pode acontecer é a explosão do ambiente, por conta do vazamento do gás, quando em contato com uma centelha que pode ser gerada quando se liga um interruptor, por exemplo”, explicou o aspirante Gabriel Davino.

Segundo o bombeiro, os cuidados devem começar na aquisição. “Verifique o estado do botijão. Se ele não está danificado, amassado ou enferrujado. Observe também se ele possui lacre de segurança e rótulo com instruções de uso e contato da distribuidora, caso seja necessário solicitar assistência técnica. Orientamos a compra em revendas autorizadas e certificadas pelo Corpo de Bombeiros”.

O local onde será instalado o botijão também deve ser observado. “Ele deve estar em local arejado, ventilado, longe de tomadas e ralos, caixas de gordura e outras canalizações que possam acumular esse gás. O Gás Liquefeito de Petróleo (GLP), conhecido como gás de cozinha, é mais pesado que o ar, então a tendência é que ele se acumule em locais mais baixos. Ele não deve ser armazenado em locais fechados como armários, banheiros ou porões, pois caso aconteça um vazamento esse gás vai ficar acumulado e pode causar algum acidente”, apontou o aspirante.

O bombeiro faz ainda algumas considerações importantes sobre a instalação. “Verifique a validade da mangueira e do regulador de pressão, que é de cinco anos. Para instalar, não precisa de nenhuma ferramenta, enrosque apenas com as mãos. A mangueira não pode ficar em contato com a estrutura metálica do fogão, encostando na lateral ou atrás, pois se aquecida pode derreter. Para verificar se há vazamento utilize uma bucha com detergente nas conexões válvula/botijão e válvula/mangueira. Caso haja vazamento, retire e tente instalar novamente. Se persistir o vazamento, retire e entre em contato com a distribuidora solicitando assistência técnica”, orientou.

Já em caso de vazamento em outras situações, como no caso de chegar em um local onde há um cheiro forte de gás, o bombeiro dá as instruções sobre os procedimentos a serem adotados “Não ligar ou desligar interruptores ou equipamentos elétricos. Ventile o local abrindo janelas e portas. Feche o registro do regulador de pressão e de preferência retire o botijão, colocando em local aberto para dissipar o gás. Ligue pra o Corpo de Bombeiros, através do número 193, lembrando de usar o telefone fora do local onde o gás está acumulado”, concluiu.

Por: ASCOM/CBMSE.