21 de fevereiro de 2024, 12:53

Corpo de Bombeiros homenageia militares que passaram para a reserva remunerada


Entre os homenageados, a primeira mulher na corporação a concluir o tempo no serviço ativo

Essa quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024, foi dia de escrever mais um capítulo da história do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe (CBMSE). Depois de 103 anos de criação, a instituição tem a primeira mulher a ir para a reserva remunerada, a subtenente Jenifer Donovan. A emoção tomou conta de todos que presenciaram esse momento, com homenagens que tiveram início com a entrega de uma machadinha, símbolo da atividade, feita pelo comandante-geral, coronel Fábio Cardoso, pela subcomandante, coronel Maristela Xavier, além de outros oficiais da corporação. O subtenente Valdenilton Camarão também concluiu seu tempo no serviço ativo e foi homenageado.
Assim como acontece na chegada à instituição, na despedida os bombeiros tomaram o tradicional banho de mangueira, só que dessa vez ele teve um significado diferente, de missão cumprida, cheio de memórias e histórias para contar, acompanhado de aplausos e abraços de bombeiros de várias gerações, um merecido reconhecimento àqueles que dedicaram suas vidas à nobre missão de vidas alheias e riquezas salvar.
“É uma satisfação participar desse momento em que o bombeiro fecha um ciclo. O momento de olhar para trás e se orgulhar, porque a missão foi cumprida. O Corpo de Bombeiros só tem a agradecer por tudo que vocês fizeram. O que a instituição é hoje é fruto do trabalho de cada um de vocês, que agora estão passando o bastão, depois de executar e compartilhar conhecimentos para que o trabalho tenha continuidade. Estou diante de duas pessoas que deixaram uma história bonita na nossa instituição”, afirmou o comandante-geral, coronel Fábio.
A subcomandante, coronel Maristela, falou sobre a importância do trabalho dos militares e destacou o momento para a história das mulheres na corporação. “Queremos agradecer pelos valorosos serviços prestados. Pela escolha de fazer parte dessa instituição, por abraçarem a atividade e terem dado o melhor a cada dia. Jenifer é nossa primeira feminina a ingressar na reserva remunerada e foi muito bonito quando ela veio assinar o pedido, ver as meninas parando para cumprimetá-la com um olhar de admiração. A presença dela aqui hoje mostra a importância da presença feminina. Ela é uma referência, um espelho, profissional reconhecida por todas as gerações, com o mesmo sentimento de respeito e agradecimento por tudo que ela representa na nossa instituição”.
A subtenente Jenifer se emocionou com as homenagens e ao relembrar sua trajetória. “Agradeço de coração a todos que estavam comigo nesses anos de corporação. São tantas lembranças que a gente vai guardar, o companheirismo de chegar numa ocorrência e saber que nunca está só. A gente assume uma responsabilidade muito grande quando está na viatura, porque são pais, mães de família, filhos que a gente tem que trazer de volta para casa. O bombeiro está no coração, você pode sair daqui, mas o que você aprendeu, o que você viveu, é uma experiência inacreditável”, concluiu.

Por: ASCOM/CBMSE