19 de maio de 2023, 11:32

Corpo de Bombeiros participa de operação conjunta para fiscalizar o comércio irregular de gás de cozinha


Publicado em 06/10/2021

Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE), Polícia Civil, Procon Estadual e Agência Nacional de Petróleo (ANP) realizaram uma ação conjunta para fiscalização do armazenamento e venda irregular de GLP (gás de cozinha). A operação foi iniciada nesta terça-feira (5), em Aracaju e na região metropolitana, e continua nesta quarta-feira, no interior do Estado.

“Trata-se de uma ação integrada decorrente de denúncias anônimas através do 181 da Policia Civil, que relatavam a ocorrência de armazenamento de GLP e também de venda de forma irregular. Após a atuação desses órgãos, analisa-se a incidência de algum crime. Existe punição no código penal, na lei de crime contra a ordem econômica, contra a relação de consumo. Foi verificado caso a caso”, afirmou a delegada da Polícia Civil, Nalile Castro, coordenadora operacional da capital.

O tenente Valterfran Caetano falou sobre a participação do Corpo de Bombeiros na operação e os riscos com comércio irregular. “Compete ao Corpo de Bombeiros verificar se o comércio atende às normas estabelecidas por lei, as Instruções Técnicas 01 e 28, relacionadas a medidas de segurança. Para armazenar e comercializar GLP é necessário que uma série de critérios. Manipular, armazenar ou comercializar GLP de forma irregular representa um risco alto, por ser um produto altamente inflamável. Não só para quem faz esse tipo de atividade ilegal, mas também para a comunidade circunvizinha. Quanto maior a quantidade, maior o potencial de risco”, alertou.

No primeiro dia foram fiscalizados sete pontos na capital e região metropolitana. Já nesta quarta, nove pontos nos municípios do interior são alvo da fiscalização. A população pode fazer denúncias sobre venda irregular do gás de cozinha, sem a necessidade de identificação, através do número 181, da Polícia Civil.

Por Dinah Menezes
Fotos: Edmilson Leite