19 de maio de 2023, 11:16

Corpo de Bombeiros realiza evento de encerramento da 3ª edição do Projeto SOS Abelhas


Publicado em 30/07/2021

A manhã desta sexta-feira (30), foi marcada pelo encerramento da 3ª edição do projeto SOS Abelhas, que é fruto da parceria entre o Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE), a Universidade Federal de Sergipe (UFS), o Instituto Federal de Sergipe (IFS), além da Federação e da Associação Sergipana de Apicultores. A solenidade aconteceu no auditório da Academia de Polícia Civil de Sergipe (Acadepol), com a entrega dos certificados para os colaboradores que fazem parte deste projeto.

O programa visa a preservação do meio ambiente e das espécies que são tão importantes para o ecossistema. O auxiliar da diretoria operacional do CBMSE, tenente José Filho, destacou a importância da criação do projeto e os bons resultados desde a sua criação, em 2018. “O SOS Abelhas tem uma premissa importantíssima, porque vai atuar e colaborar diretamente na redução do número de ocorrências voltadas para os enxames de abelhas africanizadas. Podemos dizer que essas ocorrências são as que oferecem maiores riscos para a população”, relatou.

Atualmente o projeto conta com um total de 22 beneficiados de diversos municípios do Estado. “Percebemos ao longo dos anos uma diminuição no número de captura de abelhas e através desse projeto, os apicultores têm a possibilidade de recolher esses animais que são responsáveis pela produção de mel. Nós percebemos que a cada ano o projeto está evoluindo e aumentando o número de capturas. Esperamos uma maior adesão de apicultores, de empresas para colocar essas caixas-isca e de outros municípios”, comentou o representante dos apicultores, Roberto Moura, que faz parte do SOS Abelhas desde a primeira edição.

O professor do IFS, Wiliams Gomes dos Santos., falou dos impactos positivos dessa iniciativa. “O projeto veio para diminuir esses acidentes, diminuir as demandas do Corpo de Bombeiros e melhorar a apicultura em Sergipe. Todos os enxames resgatados são destinados para as criações dos apicultores, portanto, haverá um aumento da produção apícola, como mel, pólen e própolis, além da preservação da espécie. A gente sabe que as abelhas estão em um processo de desaparecimento devido ao uso indiscriminado de agrotóxico, crescimento das cidades, monocultura, entre outros fatores que contribuem para isto”, apontou.

O subcomandante do CBMSE, coronel Luiz Henrique Melo, frisou a importância de manter o projeto ativo. “Toda a explanação que foi feita durante esta manhã, só demonstrou o quanto este projeto é exitoso em todos os ângulos que a gente observa, seja no campo econômico, social, do meio ambiente. Esse projeto pode crescer bastante, para outras regiões do nosso Estado e para a conscientização de crianças. Portanto, o Corpo de Bombeiros sempre estará abraçando e contribuindo para o amadurecimento desse projeto e de outros que venham com o mesmo objetivo, que é de trazer melhorias para o Estado”, pontuou.

Ao final da solenidade, a estudante de medicina veterinária da UFS, Joyce Inocência, entregou ao subcomandante da corporação, o Trabalho de Conclusão de Curso realizado por ela, com o tema “As abelhas como modelo de estudo e ferramenta de educação ambiental no Estado de Sergipe”.


Por: Vitória Lima
Fotos: Vitória Lima