10 de maio de 2023, 09:10

Governo de Sergipe incorpora novos bombeiros


Publicado em 07/05/2010

O Governo de Sergipe, através do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe (CBMSE), incorporou na tarde desta sexta-feira, dia 6 de maio, 63 novos soldados que passaram por um curso de formação com duração de dez meses. Os novos militares são excedentes do último concurso da Corporação. Nessa, que é a segunda convocação do concurso para soldado da Instituição, o Governo de Sergipe completará a incorporação de mais 150 militares à tropa em pouco mais de dois anos – um incremento de 25% ao efetivo, que em janeiro de 2007 tinha pouco mais de 600 integrantes.

O comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Nailson Melo Santos, esteve presente na solenidade de formatura que aconteceu na quadra esportiva no colégio Salesiano. Após dar as boas vindas aos novos soldados do fogo o comandante destacou o bom nível intelectual dos novos integrantes. “Recebemos a informação grata de que 90% dos bombeiros que estão sendo incorporados nesta tarde têm nível superior ou estão frequentando algum curso superior. Isso é muito importante, pois com essa mão de obra qualificada a nossa profissão é mais valorizada. A sociedade também ganha, pois vai contar com homens bem formados e comprometidos com a construção de um mundo mais justo e seguro”, destacou Nailson.

Os novos bombeiros serão lotados em diversas unidades, distribuídos de acordo com a colocação no curso de formação. Segundo o diretor de ensino do CBMSE, coronel Dória, com a chegada dos novos bombeiros haverá uma reposição no quadro, pois alguns militares estão indo para reserva. Ele ainda ressaltou que a formação foi intensiva. “Trabalhamos com três módulos: o básico, o complementar e o profissional”, destacou o oficial superior. O coronel destacou ainda a importância do curso extracurricular subdividido em básico de vida, resgate e resgate técnico.

Ansioso com a formatura, o soldado Fortuno fez declarações de amor a profissão que abraçou. Segundo ele, a profissão bombeiro militar é nobre e o deixa realizado como ser humano. “Se não conseguisse realizar o sonho de ser bombeiro ficaria frustrado. Aprendi a amar esta profissão”, destaca Fortuno, que pretende se especializar na condução de veículos de emergência.

Já a soldado Luana, confessou que pretende desempenhar todas as atividades relativas à sua formação. “Durante o curso me identifiquei muito com todas as áreas do Corpo de Bombeiros. Pretendo me especializar em salvamentos de vida e na área de enfermagem”, salientou. O Curso Técnico de Segurança Pública (CTSP) abordou disciplinas como: atendimento pré-hospitalar, combate a incêndio, salvamento em altura, salvamento aquático, salvamento terrestre, legislação, etiqueta, entre outros.