13 de julho de 2023, 12:37

Projeto São João Seguro do Corpo de Bombeiros levou informações sobre prevenção a 29 mil crianças e adolescentes


O projeto São João Seguro, do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe (CBMSE), que leva informações sobre prevenção de acidentes com fogos de artifício à comunidade escolar, atingiu esse ano um público de 29 mil crianças e adolescentes, em 21 municípios do Estado. Trazendo como novidades um teatro de fantoches e trio pé de serra formado por integrantes da Banda de Música da corporação, o projeto triplicou o público com relação ao ano passado, quando atingiu 9 mil pessoas.

“O projeto vem evoluindo a cada ano e ganhando cada vez mais destaque. O teatro de fantoches foi uma forma lúdica de levar prevenção. Dessa forma, vidas estão sendo salvas e essa é a nossa missão. As crianças são multiplicadoras desses conhecimentos junto às famílias, então o alcance é ainda maior. Todos os envolvidos nesse projeto estão de parabéns. Fruto desse sucesso é que já existe um convite para que o projeto seja inserido na programação de uma TV aberta. Além disso, ele será um projeto contínuo do CBMSE, tratando de outros temas”, afirmou o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Fábio Cardoso.

Segundo o idealizador da iniciativa, subtenente Luiz Marinho, cerca de 50 bombeiros estão envolvidos nas palestras que começaram no mês de maio e foram encerradas em junho. “A nossa avaliação é muito positiva. Nós imaginávamos um crescimento esse ano até por conta das novidades, o teatro de fantoches e a mistura de prevenção com música foi um sucesso, mas o resultado superou todas as expectativas”, disse o bombeiro.

O São João Seguro conquistou públicos de todas as idades também no projeto “Sergipe é Aqui”, uma iniciativa que leva a estrutura do Governo do Estado aos municípios. “O projeto foi conquistando o público e ganhando destaque. Agora vamos trabalhar em um novo formato, já que ele será permanente e vai trazer muitas novidades para o próximo ano, com o objetivo de atingir cada vez mais pessoas e salvar vidas”, concluiu o subtenente Luiz Marinho.

Por ASCOM/CBMSE
Fotos: Sargento Edmilson Leite