17 de maio de 2023, 11:17

Bombeiros e cães de busca de Sergipe partem para Brumadinho nesta quinta


Publicada em 06/02/2019

Na manhã desta quarta-feira (6), o comando do Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE) realizou uma coletiva de imprensa para divulgar a atuação da equipe de Busca, Resgate e Salvamento com Cães (BRESC), nas buscas às vítimas do rompimento da barragem em Brumadinho, Minas Gerais.

A corporação disponibilizou cinco bombeiros e quatro cães, que seguirão para o local na madrugada desta quinta-feira (7). As equipes serão coordenadas pelo Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBM-MG), que solicitou o apoio às unidades de todo o país.

De acordo com o comandante geral do Corpo Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE), o coronel Gilfran Mateus, a corporação recebeu o contato nessa terça-feira (6), do comandante do CBM, o coronel Edgar Estevão, solicitando o apoio da equipe com cães de busca.

“Esses cães são treinados para localizar vítimas em situações como esta que ocorreu em Brumadinho. Nós temos quatro cães, que há muito tempo são treinados para esse tipo de ocorrência. Eles já atuaram em outras ocasiões parecidas, a exemplo de Santa Catarina, e o desastre que ocorreu em Alagoas e Pernambuco. E aqui mesmo no estado, no desabamento de um prédio na Coroa do Meio, onde foram importantes para localizar uma família”, afirma o comandante.

Ainda acrescenta. “Além desses tipos de ocorrências, a equipe do BRESC contribui com a Polícia Civil, quando há crimes com ocultação de cadáveres”.

Segundo o comandante, esses cães são altamente treinados para atuar nesse tipo de situação. Por isso a corporação recebeu o contato dos bombeiros de Minas Gerais, e prontamente se dispôs a dar esse apoio.

O CBMSE vai deslocar duas viaturas, uma específica para transportar os cães e outra para os militares. A equipe vai levar também, mantimentos previstos para se manter durante dez dias em Minas Gerais. “Estamos indo prontos para dez dias, não quer dizer que vamos ficar apenas esse período, porque se houver necessidade, vamos permanecer o tempo necessário, dando apoio às equipes que já estão lá”, afirma o coronel Mateus.

O comandante do Bresc, o capitão BM Alysson Carvalho, explica que a viagem será com transporte terrestre, por ser a melhor opção, já que além dos cães, vão levar equipamentos pesados para a permanência no local.

“Vamos montar um estrutura para um ponto base, onde vamos permanecer de forma independente, não queremos representar nenhum problema, vamos ser uma solução”, explica o capitão.

Os cães do Bresc são da raça labrador, e são treinados para atuação em áreas de estruturas colapsadas, busca em mata e deslizamentos. Que de acordo com o capitão Carvalho, se assemelha à situação em Brumadinho.

“Os cães atuam nesses três tipos de cenários a todo o momento, eles são treinados para isso. Óbvio que é uma situação diferente, uma lama diferente, mas a dificuldade de locomoção, de deslocamento nesse cenário, já temos treinamentos para isso”, diz.

A equipe do CBMSE está mobilizada e pronta para a viagem até Minas Gerais. “É um sentimento de honra, porque a nossa missão é sempre servir a sociedade, e quando o comandante geral nos determina que agora vamos servir a sociedade de Minas Gerais, isso nos enche de orgulho, e de responsabilidade acima de tudo”, relata o capitão.

O Serviço de Busca e Salvamento com cães (SBRESC) é o setor subordinado ao Grupamento de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE), que conta com o auxílio de cães farejadores treinados para atuar em ocorrências de resgate de vítimas perdidas em matas, locais com escombros, entre outros.

Por: Nathália Passos

Fotos: Bruno Carvalho