12 de maio de 2023, 10:42

Bombeiros promovem Seminário de Segurança Contra Incêndio


Publicada em 28/09/2015

 

 

 

 

 

 

 

 

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe (CBMSE) realizou, na manhã desta segunda-feira (28), no quartel central, em Aracaju/SE, o 1º Seminário de Segurança Contra Incêndio. A iniciativa, que abriu a Semana Comemorativa aos 95 anos da corporação, teve o objetivo de fortalecer os trabalhos de prevenção e redução dos riscos de incêndios em prédios residenciais. Participaram do evento bombeiros de diversas unidades, síndicos, representantes de condomínios e estudantes universitários.

De acordo com o comandante geral do CBMSE, coronel BM Regnaldo Dória, discussões como esta são importantes para otimizar a aplicação da Lei nº 4.183/1999, que estabelece e define critérios acerca de sistemas de segurança contra incêndio e pânico para edificações. As edificações possuem sistemas de segurança contra incêndio e pânico exigidos em função de parâmetros relativos à construção e à ocupação. Esses sistemas são definidos em função de critérios tanto para retardar a propagação do fogo, quanto para e evacuação, avisos e alarmes, combate a incêndios e proteção de estruturas.

“Aracaju está cada vez mais verticalizada e precisamos orientar os cidadãos. Por isso estamos realizando este seminário. O morador deve cobrar de seu síndico e este síndico pode ser considerado um operador do sistema de combate a incêndio. Continuamos a fazer nosso serviço de prevenção e fiscalização. Ao constatar quaisquer irregularidades previstas em lei, durante vistoria de fiscalização em edificações, expedimos notificação, estabelecendo orientações, apresentando exigências e fixando prazo para regularização”, explica o comandante.

O Seminário teve como palestrantes o chefe de Planejamento Operacional e Estatística da Diretoria de Atividades Técnicas do CBMSE, capitão BM Geovan Fontes, que ministrou palestra sobre a segurança contra incêndio nas edificações verticalizadas em Aracaju; a pesquisadora do Núcleo de Gestão de Infraestrutura Engenharia e Serviços, doutora Vânia Fonseca, que explanou sobre a percepção dos moradores de prédios relacionada à segurança contra incêndio, e o chefe do Departamento de Vistorias da Diretoria de Atividades Técnicas do CBMSE, major BM Douglas Moraes, que explicou o processo de regularização das edificações e áreas de riscos no Estado de Sergipe.

Uma das principais novidades apresentadas no Seminário foi o resultado de um estudo realizado pelo capitão Geovan Fontes, no período de 2013 a 2014, sobre a segurança nos edifícios de Aracaju. A amostra da pesquisa foi de 150 condomínios de prédios com mais de quatro pavimentos, verificando-se que a população residente em edificações verticalizadas vive sob constante ameaça, sem ter consciência dos riscos à segurança. Foi constatado que 4,8% dos prédios não têm o sistema de pára-raios e 93% dos prédios não tem ou nunca fizeram o teste para perceber o completo funcionamento dos sistemas de proteção contra descargas atmosféricas (SPDA)

“A expectativa da população é que eventos catastróficos jamais acontecerão em seus condomínios ou que jamais serão surpreendidos por qualquer ato danoso dessa proporção. Com isso, aumenta a vulnerabilidade dos usuários que, despreparados, podem ser surpreendidos e agravar a situação de pânico e suas consequências”, explica o capitão.