19 de maio de 2023, 10:41

Bombeiros resgatam corpo do piloto de aeronave que caiu em Aracaju


Publicado em 10/05/2021

Na manhã deste domingo (9), quarto dia de trabalhos intensos de busca, foi resgatado pelos bombeiros de Sergipe o corpo do piloto da aeronave que caiu na última quinta-feira (6) em Aracaju. O acidente aéreo aconteceu logo depois da decolagem no aeroporto da capital sergipana, quando a aeronave caiu em uma área de difícil acesso, num manguezal no bairro Coroa do Meio.

“A dificuldade de acesso ao local era grande, mais de 30 metros para dentro do mangue, além da profundidade que parte da aeronave ficou, por volta de 3 metros, coberta por lama e água. Por conta disso, foi necessário realizar um acesso ao local com máquinas que aterraram o caminho e com a ajuda da retroescavadeira foi possível acessar o motor e o corpo”, afirmou o coronel Alexandre José, comandante do Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE).

O acidente aconteceu por volta do meio-dia da quinta-feira, quando o Corpo de Bombeiros foi acionado e imediatamente foram enviadas ao local guarnições do Quartel Central, da Unidade Operacional Escola (UOE) e do Grupamento de Busca e Salvamento (GBS), que contaram com o apoio dos bombeiros militares da Seção contra Incêndio do Aeroporto de Aracaju.

No primeiro dia foram quase oito horas de buscas, quando foram encontrados destroços da aeronave e parte dela foi içada por um guindaste. Os trabalhos seguiram sexta-feira e no final da manhã bombeiros localizaram uma parte de um corpo (braço) próximo ao motor, que depois de passar por perícia, se confirmou que era do piloto.

No sábado as buscas seguiram. Foram várias tentativas de acessar o motor, realizar amarrações e içar, inclusive com a retirada de água e lama através de bombas. “Contamos ainda com a dificuldade dos momentos em que a maré enchia. Então decidimos realizar o acesso através do aterramento para utilizar a retroescavadeira, o que possibilitou a localização e resgate do corpo, por volta das 11 horas do domingo, que ficou sob responsabilidade do Instituto Médico Legal”, afirmou o coronel.

O comandante ressaltou o empenho dos bombeiros envolvidos. “Quero ressaltar a bravura dos nossos bombeiros militares em mais uma missão difícil que foi cumprida. Foram horas de trabalho exaustivo e alguns deles necessitaram de atendimento médico, em decorrência das condições do local. Nosso orgulho e gratidão a cada bombeiro militar que atuou nessa ocorrência, do soldado mais moderno ao mais antigo que participou”, apontou.

Ele destacou ainda a importância da parceria entre os órgãos na operação. “O êxito se deu em função também da parceria entre vários órgãos que se fizeram presentes, dando todo suporte necessário para o nosso trabalho de busca”, disse o comandante.

Participaram da ocorrência outros órgãos da Secretaria de Segurança Pública (SSP), como a Polícia Civil, Coordenadoria Geral de Perícia, Polícia Militar e Grupamento Tático Aéreo (GTA). A Prefeitura de Aracaju, por meio da Defesa Civil Municipal, Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SEMA), Empresa Municipal de Obras e Urbanização (EMURB) e Empresa Municipal de Serviços Urbanos (EMSURB). Além do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU),  Administração Estadual do Meio Ambiente de Sergipe (Adema) e Energisa.

Por Dinah Menezes
Fotos: Sgt Fernandes, Sgt Edmilson, Vitória Lima e Adema