16 de maio de 2023, 10:50

Comandante geral visita quartéis de Propriá e Socorro com comitiva


Publicada em 17/01/2018

Na manhã da última terça-feira (16), uma comitiva do Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE) realizou uma vistoria em suas unidades localizadas nos municípios de Propriá e Nossa Senhora do Socorro. Durante a visita, foram discutidos temas como mudanças estrutural e de suporte de materiais, além da padronização operacional, de escalas, veículos administrativos e de atividades técnicas, e da possível ampliação do quartel que atende a região Norte do estado.

Segundo o comandante geral do CBMSE, coronel BM José Erivaldo Mendes, o motivo da vistoria aos quartéis do interior é buscar melhorias institucionais para todos os grupamentos e destacamentos do CBMSE. “A otimização do quartel de Propriá, por exemplo, é importante, pois a unidade foi pensada para ser apenas operacional, entretanto tem uma atividade administrativa forte, chegando a alcançar 21 municípios da região, realizando tanto a parte operacional como a atividade técnica. Já o quartel de Nossa Senhora do Socorro precisa passar por reformas”.

A ideia é que este tipo de vistorias aconteça ao menos uma vez por ano. O comandante geral destacou ainda a necessidade de descentralização do Corpo de Bombeiros, para reduzir o tempo resposta das ocorrências no interior do estado. “Temos algumas obras prioritárias na corporação, como a construção de um quartel próprio em Itabaiana, além de planejar uma unidade do CBMSE para a cidade de Nossa Senhora da Glória, o que vai diminuir a quantidade de municípios atendidos por Propriá”, explica o coronel Mendes.

Também integraram a comitiva de vistoria o subcomandante, coronel Gilfran Mateus, e representantes da Diretoria de Atividades Técnicas (major Douglas Moraes), da Diretoria Operacional (tenente coronel Fábio Cardoso), da Diretoria de Logística e Finanças (tenente coronel Henrique Melo e tenente-coronel Iana Araújo) e da Assessoria Técnica de Engenharia e Arquitetura (capitã Antenora Lins, tenente Waldilsson e cabo Rabelo).