16 de maio de 2023, 11:29

Comando do CBMSE faz reunião para definir possíveis medidas emergenciais


Publicado em 28/05/2018

Durante reunião realizada na manhã desta segunda-feira, 28, no Quartel Central do Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE), o comando da Corporação definiu possíveis medidas a serem adotadas para garantir a continuidade dos serviços prestados pelos bombeiros, caso persistam as manifestações dos caminhoneiros. A reunião, convocada pelo comandante geral do CBMSE, coronel Erivaldo Mendes contou com a presença do subcomandante Gilfran Mateus, diretores, assessores e comandantes de unidades da Capital e interior.

O coronel Mendes destacou durante a reunião que o comando estuda medidas a lternativas junto à Diretoria Operacional (DO) para garantir a rendição das guarnições (troca de turno), otimizando assim o consumo de combustível.

“Em princípio não temos registro de dificuldades de deslocamento para a instituição. Apesar da redução de combustível ainda não detectamos problemas para se chegar aos quartéis, mas nós precisamos desenvolver estratégias para poder garantir que nosso serviço continue sendo realizado sem maiores dificuldades, com relação principalmente a chegada dos militares as suas respectivas unidades”, afirmou o comandante. O coronel Mendes ressaltou ainda que em relação ao expediente administrativo, com o agravamento da situação, também irá avaliar as alternativas para se manter o funcionamento das atividades administrativas da corporação, destacando que o trabalho desenvolvido pela Diretoria de Atividades Técnicas (DAT), que atua em vistorias, fiscalização e análises de projeto, continua com atendimento normal ao público.

Atualmente, o abastecimento das viaturas das polícias militar e civil, Corpo de Bombeiros e ambulâncias do Samu está garantido através de 12 postos de combustíveis que foram disponibilizados exclusivamente para estas instituições, sendo 04 em Aracaju e outros 08 nos municípios de Lagarto, Tobias Barreto, Estância, Nossa Senhora da Glória, Propriá, Itabaiana, Carmópolis e Canindé de São Francisco.

Governo decretou emergência

Na última sexta-feira, (25), o Governo de Sergipe decretou situação de emergência em virtude da paralisação dos caminhoneiros, iniciada na última terça-feira (22). A iniciativa de publicar o decreto teve como objetivo garantir a prestação dos serviços públicos. As principais medidas contidas no decreto foram:

Procedimentos licitatórios para aquisição de bens e serviços que sejam urgentes estão dispensados. O Poder Executivo também pode requisitar bens e imóveis privados, serviços pessoais e utilização temporária de propriedade particular desde que seja necessário para diminuir o perigo público. Somente os secretários de estado e comandantes das forças policiais podem fazer esse tipo de requisição de forma escrita. Garantir o abastecimento de qualquer posto de combustível, para que os serviços essenciais continuem sendo ofertados à população. Garantir o abastecimento de insumos nas unidades prisionais, para evitar possíveis rebeliões.