24 de maio de 2023, 10:32

Corpo de Bombeiros atuou em dois resgates de vítima em poço artesiano nesta terça-feira


Publicada em 11/05/2022

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe (CBMSE) atuou em dois resgates de vítima em poço artesiano nesta terça-feira (10). Um deles foi realizado no município de Pedrinhas e outro no município de Umbaúba. As duas ocorrências foram atendidas pela guarnição do Quartel de Estância e as vítimas estavam sem vida. Durante a terça-feira, o Corpo de Bombeiros atendeu um total de 16 ocorrências, sendo 13 de busca e salvamento, duas orientações via Ciosp, quando o bombeiro consegue solucionar a solicitação por telefone, e um atendimento pré-hospitalar.

O primeiro acionamento para resgate em poço aconteceu por volta das 9 horas, para o município de Pedrinhas. A informação repassada para a guarnição no local foi de que o acidente aconteceu quando a vítima realizava um serviço no poço de cerca de 20 metros de profundidade para colocar uma bomba. A vítima do sexo masculino tinha 36 anos. Após o resgate, o corpo ficou sob a responsabilidade da Polícia Militar.

Já por volta do meio dia, a guarnição foi acionada para o resgate no município de Umbaúba. Os relatos no local são de que o desaparecimento da vítima, um homem de 39 anos, foi notado no período da manhã. Durante as buscas feitas por populares, foram encontrados chinelos próximo ao poço, com cerca de 20 metros de profundidade até a lâmina d’água. A vítima foi resgatada e ficou sob os cuidados do Instituto Médico Legal (IML).

“O trabalho de resgate de vítimas em poço exige bastante técnica e todo um protocolo de segurança É preciso verificar as condições do solo para avaliar risco de desabamento e é utilizado um equipamento para identificar a presença de gases no local. Para a retirada da vítima são utilizadas técnicas de resgate em altura”, afirmou o tenente Jones Elvis.

Orientações sobre segurança

O tenente Elvis orienta a população sobre como evitar acidentes envolvendo poços. “O ideal é manter o poço fechado para evitar o acesso de pessoas, especialmente crianças, e também de animais. Outra medida de segurança é construir um parapeito de pelo menos um metro de altura, o que dificulta o acesso de crianças e animais. Com relação à limpeza ou outro tipo de trabalho no poço, a orientação é contratar uma equipe especializada, porque é necessário ter os equipamentos específicos para realizar esse tipo de serviço em segurança”, apontou.