10 de maio de 2023, 10:55

CORPO DE BOMBEIROS COMBATE INCENDIO NA SERRA DE ITABAIANA


Publicada em 28/12/2012

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Um incêndio na serra de Itabaiana localizada a 58 km da capital destruiu grande parte da vegetação. O fogo começou na terça feira dia 25 e alastrou-se rapidamente em função da baixa umidade do ar, o forte calor e a grande incidência de vento.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e deslocou-se rapidamente até o local, onde permaneceu até as 3h da manhã desta quarta, dia 26 quando as chamas foram controladas. Cerca de 3 km de extensão do Parque Nacional, foram destruídos. Moradores próximos afirmaram que é comuns focos de incêndio nesta área nesse períodos do ano devido a grande estiagem. Muitos demonstram preocupação com o fato devido à possibilidade das chamas se alastrarem, já que a estiagem tem deixado a vegetação seca, o que contribui para que as mesmas se propagem rapidamente.

O fogo foi controlado mais rapidamente na parte mais baixa da serra, onde a vegetação é mais rasteira, porém no topo, devido a maior intensidade do vento e a declividade do terreno, associado ao grande volume de vegetação, o fogo foi mais desafiador. As equipes de resposta tiveram muita dificuldade no combate às chamas que se encontravam no topo da serra, pois o acesso era muito difícil e o volume das chamas muito grande, o que dificultou a aproximação dos recursos materiais e humanos. Além disso, o grande o número de focos, distribuídos em diferentes pontos tornou ainda mais desgastante o trabalho dos bombeiros.

Não se sabe ainda a causa do incêndio, mas é certo que o grande período de estiagem é o grande vilão desse tipo de ocorrência.

Desde dezembro não param as solicitações de atendimento a incêndio em vegetação junto ao Centro Integrado de Operações (CIOSP). Em resposta, o Corpo de Bombeiros, através de sua Diretoria Operacional tem procurado meios para potencializar suas ações de combate em incêndio em vegetação que vem aumentando consideravelmente ao longo dos anos. Só do final do 2º semestre de 2011 ao final do 1º semestre de 2012 o aumento foi de 44% como se pode ver no gráfico abaixo. Nesta quinta, dia 27 a Diretoria de Operações do CBMSE, preocupado com estas estatísticas, reuniu grupos operacionais a fim de estabelecer estratégias de respostas através da otimização dos recursos materiais e humanos do poder operacional do CBMSE.

Para o combate ao incêndio na Serra os bombeiros contaram com o apoio do helicóptero do Grupamento Tático Aéreo (GTA). Ainda segundo os bombeiros, esse foi o maior incêndio já registrado na Serra de Itabaiana.