14 de dezembro de 2023, 10:01

Corpo de Bombeiros já atendeu 957 ocorrências de incêndio em vegetação desde o início do ano


Desde o início de janeiro, as unidades do Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE), na Capital e no interior já atenderam 957 ocorrências de incêndio em vegetação em todo o Estado. O número já representa um aumento de mais de 70 % em relação aos atendimentos realizados em todo o ano de 2022, quando foram registradas 554 ocorrências dessa natureza.
A Diretora Operacional do CBMSE. coronel Maria Souza, ressaltou as possíveis causas para esse aumento de ocorrências e falou sobre as medidas que a corporação tem adotado. “Este ano estamos num período mais atípico, com efeitos muito fortes do fenômeno El Niño provocando altas temperaturas em todo o País. Aqui em Sergipe, dentre outros aspectos, isso tem se refletido em um crescimento de incêndios em vegetação em relação ao mesmo período do ano passado” afirmou.
A oficial destacou ainda que, diante dessa dinâmica de aumento de ocorrências, o Corpo de Bombeiros Militar está reforçando seu efetivo diário e foi contemplado com a atuação de militares da Força Nacional, por meio da Operação Guardiões do Bioma, o que representa um importante reforço para enfrentar o crescimento desse tipo de ocorrências.

PREVENIR CONTINUA SENDO A MELHOR OPÇÃO
É considerado incêndio florestal todo fogo fora de controle em qualquer tipo de vegetação, seja em plantações, pastos ou áreas de mata nativa.
Esses incêndios podem causar grandes prejuízos à biodiversidade.
Além de destruir a vegetação nativa e matar muitos animais selvagens, um incêndio florestal também pode causar sérios prejuízos financeiros e, até mesmo, colocar em risco a vida de pessoas e de animais domésticos.
Em outras palavras, os incêndios em vegetação, além de queimarem lavouras, pastos e áreas naturais, podem atingir edificações.
A fumaça e a fuligem causam ou agravam doenças, principalmente as respiratórias. A maioria dos incêndios são causados pela ação humana, seja de forma proposital ou acidental.
É importante compreender que combater um incêndio florestal não é tarefa fácil. Exige treinamento e equipamentos de segurança. Por isso, a orientação no caso de incêndios florestais é sempre acionar o Corpo de Bombeiros pelo número 193.
Algumas medidas podem evitar o início de focos de incêndios e a propagação do fogo pela vegetação:

  • Não jogue pontas de cigarro em área com vegetação;
  • Ao abandonar uma fogueira, apagar com água ou terra;
  • Manter fósforos e isqueiros fora do alcance das crianças;
  • Sempre capinar em volta e tirar o mato do local onde for fazer uma fogueira ou colocar velas;
  • Na agricultura, optar, sempre que possível, por estratégias alternativas ao uso do fogo, como uso de máquinas e plantio direto;
  • Se for fazer uma queimada controlada, faça no fim da tarde ou de manhã cedo e com a autorização do órgão competente.

Fonte: Ascom/CBMSE