16 de maio de 2023, 11:25

Corpo de Bombeiros promove 73 oficiais e praças


Publicado em 22/05/2018

O Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE) realizou, na manhã desta terça-feira (22), no quartel central de Aracaju/SE, uma formatura para promoção de 15 oficiais e 58 praças da corporação, além da entrega de medalhas por tempo de serviço. Dentre os promovidos, 01 militar ascende ao cargo de major, 09 passam a assumir o posto de capitão, 02 tornam-se primeiros tenentes e 03 chegam à categoria de subtenente. Já em relação aos praças, 19 foram promovidos a subtenente, 34 passam a atuar como 1º sargentos e 05 assumiram a graduação de 2º sargento.

Na oportunidade, 24 bombeiros foram agraciados com medalhas por tempo de serviço prestado à instituição, sendo 01 deles condecorado com a medalha de ouro (27 anos de serviço), 07 militares com medalhas de prata (20 anos de serviço) e 16 com medalhas de bronze (mais de 10 anos). Também foram entregues 02 viaturas modelo ranger, doadas pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp), para serem usadas em ocorrências de menor potencial. As chaves dos veículos que passam a integrar a frota do CBMSE foram repassadas pelo governador do Estado, Belivaldo Chagas, que parabenizou os promovidos e homenageados.

“Este é um momento de alegria para todos nós, de reconhecimento pela promoção em função do tempo de serviço. Quando há promoções, temos que comemorar e agradecer, pois isso é fruto do reconhecimento do trabalho que os bombeiros exercem em função da sociedade. Sabemos da importância do Corpo de Bombeiros para a nossa comunidade”, diz o governador.

Para o comandante geral do CBMSE, coronel BM José Erivaldo Mendes, a solenidade desta terça-feira materializa conquistas importantes nas carreiras dos profissionais do Corpo de Bombeiros, trazendo novo ânimo e mais motivação à tropa. “Hoje é mais que um dia de festa. É importante observar que toda promoção nos remete ao aumento das nossas responsabilidades, que se resumem em melhor servir à sociedade sergipana. Então eu queria que os promovidos entendessem esse papel e essa responsabilidade, sempre guardando a nossa missão: de vidas alheias e riquezas salvar”, reforça.

De acordo com Eduardo Santos, que foi promovido ao posto de major, o sentimento é de vitória. “Essa sensação não é só para mim, mas também para a minha família e toda a sociedade. É mais um salto na minha carreira, que já contabiliza 30 anos de corporação. É uma alegria tamanha que até faltam palavras para explicar”. O colega de carreira, Osnir Chaves, que tem 23 anos de corporação e assumiu o posto de capitão, também ressaltou a emoção de estar sendo promovido. “A grande satisfação do dia de hoje é saber que você galgou mais um posto, subiu mais um degrau. É claro que a responsabilidade aumenta, tanto com a instituição quanto com a população, mas, no final das contas, é uma grande honra e um grande sonho avançar mais ainda na carreira militar”.

A satisfação também tomou conta dos condecorados com medalha. O 1º sargento BM Valdenilton Camarão do Nascimento, agraciado com medalha de prata, pelos seus 25 anos de serviço, agradeceu a homenagem. “É uma sensação de gratidão pela lembrança da medalha. Afinal, eu tenho o quartel como uma segunda casa”, explica. Segundo o capitão BM Isaías Souza Santos, agraciado com medalha de ouro por estar há 27 anos na corporação, o reconhecimento é algo estimulante para o final da sua carreira.

“Entrei na corporação pelo fato de meu pai, meus primos e meus tios terem sido bombeiros. Primeiramente, entrei na Polícia Militar como soldado, em 1990, e, no mesmo ano, vim para os Bombeiros, também como soldado. Em 1992, em Brasília, fiz o primeiro curso de cabo fora de Sergipe. No ano seguinte, fiz um curso de sargento no Rio de Janeiro. Essa medalha é um reconhecimento ao serviço que nós prestamos. Independente da medalha, a nossa função é servir a sociedade. É para isso que nós treinamos. É para isso que o Estado investe na gente”, conclui o capitão.