10 de junho de 2024, 12:17

Corpo de Bombeiros realiza aula inaugural do curso que vai formar 33 novos soldados


O Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe (CBMSE) realizou na manhã desta segunda-feira (10) a aula inaugural de mais uma turma do Curso de Formação de Soldados (CFSD). Serão 33 novos bombeiros, que irão reforçar o efetivo da corporação para atuação em todo o Estado. A formação será realizada pela Diretoria de Ensino e Pesquisa (DEP), com previsão de duração de onze meses. A solenidade aconteceu no auditório do Quartel Central, com a presença dos alunos e familiares.

“Aos nossos novos soldados, sejam bem-vindos, e quero lembrá-los da importância da missão que está sendo assumida no dia de hoje: vocês são o futuro da nossa instituição. Então valorizem esse momento, se dediquem e aprendam o máximo. Para isso, nós temos uma equipe preparada para dar a melhor formação, para que o atendimento à sociedade seja feito de forma técnica, eficiente e humanizada, nas situações mais adversas, atuando com segurança”, afirmou o comandante-geral, coronel Fábio Cardoso.

Na solenidade, foi apresentada a equipe responsável pela formação e a Diretora de Ensino e Pesquisa, tenente-coronel Yana Thalita, falou sobre o planejamento. “O curso tem previsão de 2.300 horas-aula, com término previsto para maio de 2025. Os alunos terão acesso a diversas instruções como “Técnicas de Combate a Incêndio”, “Salvamento Terrestre”, “Salvamento em Altura”, “Salvamento Aquático”, “Atendimento Pré–hospitalar”, entre outras. O objetivo é a assimilação dos saberes necessários para o bom desempenho técnico do bombeiro militar”, apontou.

O capitão Valter Alves falou sobre a formação militar. “Nós temos profissionais com capacidade técnica para guiar nesse caminho de transformação de homens e mulheres em soldados do fogo. Que vão mostrar que é possível vencer as barreiras e dificuldades, o que exige tempo e preparo, passando mais tempo no curso que em casa nesse período. Além das informações técnicas, vamos ensinar que somos um corpo, e tudo que é feito tem um motivo, porque sabemos onde queremos que os senhores cheguem. A formação é difícil, exige condicionamento físico e mental, mas os senhores vão chegar lá. É uma jornada que não é só uma formação técnica, é uma experiência de vida apaixonante de salvar vidas”, explicou.

A data marcou o início não só de um curso, mas de realização de sonhos. “A expectativa é muito grande para o início do curso. Sei que será exigido tanto físico quanto mentalmente, mas já venho me preparando para isso. Sempre quis seguir a carreira militar e estou realizando um sonho de servir ao meu Estado salvando vidas no Corpo de Bombeiros”, disso o aluno Vanberto de Jesus.

Por: ASCOM/CBMSE