17 de maio de 2023, 11:20

Equipe de Busca, Regaste e Salvamento do CBMSE retorna de Brumadinho


Publicada em 26/02/2019

Os cinco militares e os quatro cães de busca do Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE) haviam partido para Brumadinho no dia 7 de fevereiro e retornaram nessa sexta-feira (22), após dias de buscas no território devastado pelo vazamento da barragem.

Segundo o comandante do CBMSE, o coronel Gilfran Mateus, a corporação está preocupada com toda a equipe que foi para Brumadinho, pois essa foi uma missão diferenciada e gerou um intenso esforço dos militares e dos cães.
“Eles passaram por um nível de estresse e emoção muito grande, então a corporação precisa nessa recepção, saber como está à saúde de toda equipe. Para isso, vamos fazer esse apoio psicossocial e médico, além do cuidado com os cães”, afirma o coronel.

A equipe do Sbresc, durante o período que esteve em Brumadinho, conseguiu encontrar seis corpos e 34 partes de corpos. De acordo com o comandante da equipe, o capitão Alysson Carvalho, o cenário em Brumadinho é de difícil mobilidade e cuidados foram necessários para evitar acidentes.

“Nosso trabalho lá foi de formiguinha, fomos para fazer parte de um grande corpo, somar nosso trabalho ao dos outros bombeiros que já estavam no local. A nossa maior preocupação e também uma determinação do nosso comandante, foi com a segurança dos militares na operação” diz o capitão.

O capitão relata que além da preocupação com os militares, a equipe tinha noção que foi salvar e resgatar as vítimas do incidente. “Fomos tentar trazer um fio de esperança para aquelas pessoas que estão lá na beira da lama”.

Ainda deixa uma mensagem final. “Houve sim um desgaste durante a operação, mas sabíamos para onde estávamos indo e fomos preparados. Cumprimos nossa missão.”, diz o capitão Alysson.

O Serviço de Busca e Salvamento com cães (Sbresc) é o setor subordinado ao Grupamento de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE), que conta com o auxílio de cães farejadores treinados para atuar em ocorrências de resgate de vítimas perdidas em matas, locais com escombros, entre outros.

 

 

Por Nathália Passos