5 de maio de 2023, 09:46

Mais uma turma de guardião de piscina é formada no interior do Estado


Publicada em 07/04/2008

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), através do Corpo de Bombeiros, está em fase de finalização de mais um curso de formação de guardião de piscina realizado no interior do Estado. Desta vez, os bombeiros foram até a cidade de Itabaiana, agreste de Sergipe, para desenvolver as atividades.

O curso, que começou no dia 5 de março deste ano, será encerrado nesta sexta-feira, dia 4 de abril. As atividades foram iniciadas com 24 integrantes e serão encerradas com nove participantes. Segundo um dos instrutores do curso, o tenente BM Silvio Caldas, o grande número de reprovações é justificado por conta das exigências de formação.

“Durante as atividades que desenvolvemos, nós procuramos exigir bastante dos participantes tanto da parte intelectual como física, para que, assim, possamos alcançar uma boa formação do futuro profissional. Infelizmente nem todos os inscritos conseguem o desempenho mínimo exigido”, explicou o oficial.

Os participantes tiveram acesso durante o curso a conhecimentos relativos a relações públicas trabalhistas, salvamento aquático, socorro de urgência e emergências e condicionamento físico. Desde o final de 2007 que os bombeiros começaram a formação de guardiões de piscina no interior de Sergipe. Canindé do São Francisco e Própria foram os dois primeiros municípios a dispor destes profissionais.

Após a cidade de Itabaiana, o município de Estância será o próximo município a receber os profissionais do Corpo de Bombeiros. “Depois dos registros de alguns acidentes aquáticos em piscinas de hotéis da capital sergipana, que culminaram com óbitos, foi acordado no Ministério Público Estadual que o Corpo de Bombeiros seria o responsável pela formação de guardiões de piscina e pela fiscalização dos estabelecimentos que possuem piscinas abertas ao público”, disse Caldas.

Lei

A exigência da presença de um guardião em piscinas de uso coletivo de hotéis, pousadas, clubes, escolas públicas e particulares e academias de ginástica é respaldada na Lei estadual 4.699 de dezembro de 2002. O guardião de piscina é o responsável pela prevenção de afogamentos. A fiscalização da presença desse profissional é feita, também, pelo Corpo de Bombeiros.