16 de maio de 2023, 09:47

Projeto Salve realiza ação em shopping da capital


Publicado em 06/10/2016

 

Com o objetivo de divulgar à população algumas técnicas de como identificar uma parada cardiorrespiratória (PCR) e realizar imediatamente os procedimentos de ressurreição cardiopulmonar, aumentando em 75% as chances de sobrevida da vítima, o Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE), juntamente com a Sociedade Médica de Sergipe (Somese), a Cooperativa de Anestesiologistas de Sergipe (Coopanest-SE) e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), criaram o Projeto Salve.

O Projeto Salve expôs à sociedade, na manhã da última quarta-feira (05), em um shopping da capital sergipana, alguns procedimentos de identificação e procedência em caso de parada cardiorrespiratória.

De acordo com o coronel BM Gilvan, esta é mais uma fase do projeto. “A ação consiste em divulgar ao cidadão, maneiras de como identificar e agir em situações como esta, utilizando as técnicas aprendidas aqui, para prolongar a sobrevida da vítima, enquanto aguarda a chegada dos profissionais do Corpo de Bombeiros ou do Samu”, ressaltou.

 

 

Segundo o coordenador do Núcleo de Educação Permanente do Samu, Ronei Barbosa, ações em locais como este é de suma importância. “Locais com aglomerado de pessoas, como o shopping, são locais que estão mais suscetíveis a acontecer uma PCR, porque a cada dois minutos um brasileiro tem uma parada cardiorrespiratória. O projeto vai circular não só em shoppings, mas em feiras livres, escolas e universidades, levando informação para toda comunidade”, enfatizou.

“Eu achei a ação muito boa, porque quando você encontrar uma pessoa precisando de ajuda, você já sabe como agir. Enquanto há vida, há esperança”, destacou a aposentada Creuza dos Santos, que conheceu e aprendeu as técnicas através do projeto.