19 de maio de 2023, 10:26

Segunda dose da vacina contra o coronavírus é aplicada em bombeiros que atuam em ambulância


Publicada em 22/02/2021

Os militares que atuam em ambulância no Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE), receberam na manhã desta segunda-feira (22) a segunda dose da vacina contra o coronavírus. A vacinação aconteceu no Quartel Central, em Aracaju, e contou com a participação de bombeiros da área de saúde na aplicação, feita sob a coordenação da Secretaria Municipal de Saúde.

“É um momento ímpar para a instituição. A corporação fez contato com a Secretaria de Saúde, que prontamente entendeu a legitimidade do nosso pedido, por entender que a vacinação trará uma maior segurança aos socorristas e à população que é atendida”, afirmou o comandante-geral do CBMSE, coronel Alexandre José.

O momento da segunda dose foi muito aguardado pelos bombeiros, que desde o início da pandemia não deixaram de atuar na ambulância, entrando em contato com pacientes com exame positivo para o coronavírus, arriscando ser contaminado e levar para casa a contaminação. “Minha esposa é do grupo de risco, tem uma cirurgia cardíaca, e a minha preocupação era grande durante todo esse tempo. Agora o risco é bem menor e o sentimento é de alívio, de esperança”, afirmou o sargento Leonardo Barbosa.

A primeira dose da vacina foi aplicada no dia 1° de fevereiro. Alguns bombeiros não puderam tomar nessa data, por conta de algumas restrições, como ter tomado outra vacina a menos de quinze dias, entre outros. Com isso, foram aplicadas 44 segundas doses e 25 primeiras doses, nessa segunda-feira.

A representante da Secretaria de Saúde, Andréa do Nascimento, falou sobre a importância de se manter as orientações de prevenção, mesmo depois da vacinação. “A imunização acontece no prazo de 15 a 20 dias depois que se toma a segunda dose. Mas é importante ressaltar que não podemos deixar de continuar tomando as precauções, porque ainda não é uma imunização em massa”, afirmou a representante da Secretaria de Saúde, Andréa do Nascimento.

Por Dinah Menezes
Fotos: Vitória Lima