19 de maio de 2023, 08:19

Semana Salvando Salvadores segue com palestras sobre efeitos psicológicos causados em militares


Publicada em 24/10/2019

Nesta quarta-feira (23), durante a II Semana Salvando Salvadores, promovida pelo Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE), trouxe à tona debates sobre índices de afastamento psicológicos em âmbito nacional e local, efeitos psicológicos causados diante das ocorrências atendidas e preparação para reserva e reforma. O evento, que começou na última terça-feira (22) e prossegue até sexta (25), tem o objetivo de discutir e propor ações de promoção da saúde ocupacional dos profissionais da corporação.

O segundo dia do evento foi aberto com a palestra: Apresentação de índices de afastamento psicológicos em âmbito nacional e local, ministrada pela major do Quadro de Oficiais Médicos da Polícia Militar Alessandra Aleixo, que ressaltou a importância dessas ações com os militares. “É de extrema relevância falar sobre a saúde mental da nossa corporação, tanto o bombeiro militar, quanto a polícia militar. Tentar mostrar o quão a saúde mental é importante para que a gente consiga desenvolver nossa atividade, que é de tão alta vulnerabilidade, lidando com a sociedade, questões muitas vezes de raciocínio rápido, é necessário estar bem para que isso aconteça”, afirma a médica.

A palestra sobre o tema “Efeitos psicológicos causados diante das ocorrências atendidas”, abordada pelo 2º sargento BM Genisson Sabino, formado em psicologia, discutiu sobre como os bombeiros que lidam com situações de emergência em saúde estão mais suscetíveis ao desenvolvimento de estresse no trabalho. “Se considerarmos as estáticas, esses profissionais são bastante expostos a esses eventos traumáticos ou incidentes críticos, em nível de Brasil, o índice de adoecimento é muito grande nas corporações militares, por conta dessa exposição. A temática vem para despertar dos profissionais o interesse e também o conhecimento para que eles passem a se observar, que é o que chamamos de psicoeducação, a partir do momento que você conhece esse adoecimento e consegue apontar em você alguns sinais que identifiquem esse transtorno, é motivo para procurar ajuda”, reforça o psicólogo.

O segundo dia foi encerrado com a palestra “Preparação para Reserva e Reforma”, apresentado pela 1º tenente BM, Rosângela Gomes, que propôs um programa de preparação para reforma. “O programa tem a denominação de reformação, que é a continuação de duas palavras: reforma e ação. É importante dar visibilidade para a preparação da aposentadoria dos militares para a reforma, valorizar esses profissionais que estão se dedicando ou se dedicaram 30 anos de efetivo serviço na instituição e também servindo à sociedade. Nós temos um lema que é ‘Vidas alheias, riqueza a salvar’, muitas das vezes sofremos arriscando a própria vida em prol da sociedade, então é importante que esses militares sejam valorizados e façam essa transição pra reforma com a melhor qualidade de vida, diminuindo os problemas biopsicossociais que eles já enfrentam por conta da idade”, ressalta a tenente, que possui formação em psicologia.

A II Semana Salvando Salvadores terá continuidade nesta quinta (24), com discussões sobre Assédio no Âmbito das Instituições Militares, Inteligência Interpessoal e Depressão, Síndrome de Burnout e risco de suicídio em Profissionais da Segurança, Saúde e Educação – Caminhos de Prevenção.

Por: Brunno Carvalho