16 de maio de 2023, 10:16

Seminário aborda instruções técnicas para segurança contra incêndio


Publicada em 05/07/2017

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE) promoveu, nesta quarta-feira (05), o 3° Seminário de Segurança Contra Incêndio. O evento, realizado gratuitamente no quartel do comando geral, em Aracaju/SE, faz parte das comemorações da Semana do Bombeiro e contou com a participação de 140 inscritos, dentre eles estudantes, engenheiros civis, projetistas e profissionais que atuam na área.

O seminário teve como foco a importância das medidas de segurança contra incêndio e pânico a serem adotadas em edificações e locais de reunião de público. Os palestrantes foram os capitães Luiz Jorge e Filipe Santos, bombeiros especialistas em análises de projeto de segurança contra incêndio. Dentre os principais temas abordados estavam as instruções técnicas de procedimentos administrativos exigidos pelo Corpo de Bombeiros para regulamentação das edificações. Os participantes puderam tirar dúvidas sobre os critérios para confecção dos projetos técnicos e apresentação de processo de segurança contra incêndio.

De acordo com o capitão BM Filipe Santos, eventos como este são importantes porque, apesar de já terem sido registrados no país vários incêndios que resultaram em grande número de mortes, há pouca ênfase na segurança contra incêndio e pouco espaço da temática na formação profissional de engenheiros e arquitetos.

“A gente vê hoje que, até na formação do engenheiro e do arquiteto, faltam disciplinas que deem uma noção de segurança contra incêndio. E é por isso que viemos aqui mostrar a importância que possui a segurança contra incêndio para esses profissionais e para a sociedade em geral, para a construção de um convívio mais seguro, através de políticas de prevenção e proteção contra incêndio”, diz o capitão.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para a arquiteta e engenheira civil Isabel Ferreira, o seminário esclareceu suas dúvidas e ajudou a incrementar sua formação profissional. “A palestra foi muito interessante porque a gente nunca tem noção do que acontece no trabalho com fogo. Para minha carreira, esclareceu dúvidas sobre a parte de projetos, pois tem algumas normativas que nos deixam confusos. A palestra norteou a parte de projetual, tanto na parte de arquitetura como na de incêndio”, afirma.

O estudante de Engenharia Civil Vinícius Carvalho também aproveitou a palestra. “Atualmente, eu faço estágio em uma empresa que desenvolve projetos de segurança contra incêndio. Então a palestra foi mais uma motivação para a carreira. Como profissional, posso melhorar cada vez mais o nível dos projetos que elaboramos e garantir segurança para a sociedade como um todo”, relata.

Durante o seminário, foram lembrados incêndios que marcaram época, como o da Boate Kiss, em Santa Maria (RS), ocorrido em 2013, e o do Gran Circus Norte-Americano, acontecido em 1961, em Niterói (RJ). O capitão F. Santos destacou algumas maneiras de evitar tragédias como estas, por meio de medidas de prevenção e de proteção.

“Medidas de prevenção são ações como educação do público e conscientização das pessoas. Já as medidas de proteção subdividem-se em passivas e ativas. Medidas passivas são ações como sinalização e saídas de emergência. Já as medidas ativas acontecem, por exemplo, através da presença de hidrantes, extintores, alarme de incêndio e chuveiros automáticos. São medidas aparentemente simples, mas de grande importância para a segurança contra incêndios”, ressalta o capitão.

A programação da Semana do Bombeiro prossegue até a sexta-feira (07), no Parque da Sementeira, finalizando com uma competição interna de CrossFire, uma apresentação dos bombeiros que atuam no Grupamento Tático Aéreo (GTA) e um café da manhã com comidas típicas.