19 de maio de 2023, 11:00

SER Bombeiro: Com muita emoção, documentário que celebra centenário do Corpo de Bombeiros de SE é lançado em Aracaju


Publicada em 10/12/2021

Estreou em uma noite marcante e emocionante o documentário SER Bombeiro. A obra, que homenageia os cem anos do Corpo de Bombeiros de Sergipe e a dedicação dos bombeiros militares, foi exibida na noite dessa quinta-feira (9), no Teatro Tobias Barreto, em Aracaju. No evento, estiveram presentes heróis e heroínas do ar, da terra, da água e do fogo, além de autoridades e os idealizadores e produtores do documentário. A obra trouxe as experiências e os sentimentos daqueles que escolheram a nobre missão de ser herói diante dos quatro elementos essenciais da natureza, a missão de ser bombeiro militar. O documentário também será exibido na TV Aperipê, neste sábado (11), às 14h.

O diretor e produtor do documentário, o coordenador do núcleo audiovisual da SSP, Sivirino Júnior, revelou que a emoção de estar presente na construção de uma obra que eterniza ainda mais o trabalho dos bombeiros militares de Sergipe, é gratificante. “É uma celebração que é do Corpo de Bombeiros, que é da nossa vida, por poder reencontrar pessoas que a gente ama, por poder estar junto para fazer esse documentário”, enfatizou. 

“Trabalhamos com a essência do Corpo de Bombeiro, o que esses profissionais abnegados carregam dentro deles que está presente desde o início da instituição. A essência permanece até os dias de hoje e vai seguir no futuro. O bombeiro é essência que envolve terra, fogo, água, ar, proteção em todos esses meios”, acrescentou Sivirino Junior.

O coordenador de comunicação da SSP, Lucas Rosário, destacou a integração entre as assessoria de comunicação da Secretaria da Segurança Pública e do Corpo de Bombeiros na reunião de esforços para a construção de uma obra que traz a história de uma corporação centenária e que honra a missão de proteger a sociedade sergipana

“Esse teatro cheio de bombeiros militares, de servidores da segurança pública, se agradou, pois como diz o ditado a ‘bravura é quando você acorda pela manhã para lutar contra os mesmos inimigos que te deixaram cansado no dia anterior’. Estou muito feliz porque hoje foi entregue o produto que agrada ao nosso público interno e os outros públicos que a segurança pública tenta atingir”, evidenciou.

O diretor de fotografia do documentário, Ricardo Pinho, revelou que, para ele, o documentário foi uma grande oportunidade de contribuir ainda mais com a história da segurança pública de Sergipe. “Foi um momento único para registrarmos e contarmos, através de imagens, um pouco dos 100 anos do Corpo de Bombeiros de Sergipe. Gravamos em mais de dez lugares e foram mais de 150 horas de produção. Em diversos momentos, a gente pode se sentir um pouco bombeiro, por estar ao lado desses heróis trabalhando diuturnamente com muita garra”, rememorou.

O coronel Carlos Rolemberg, chefe da 4ª seção da Polícia Militar (PM-4), relembrou que o Corpo de Bombeiros já fez parte da Polícia Militar e que durante todos esses anos vem trilhando um caminho espetacular no salvamento de vidas em todo o estado. “É uma oportunidade ímpar, inenarrável de estarmos aqui juntos, participando do documentário. É uma noite de festa, de alegria, que retrata a vida de heróis e heroínas que se sacrificam em prol de vidas alheias e riquezas salvar, como é o lema do Corpo de Bombeiros. É uma instituição centenária que vai continuar salvando e dignificando a nossa população”, reiterou.

O coronel Fernando Góis, comandante do Grupamento Tático Aéreo (GTA), demonstrou satisfação com o resultado do documentário e relembrou da atuação conjunta entre o grupamento e o Corpo de Bombeiros. “Vendo todo o documentário, minuto a minuto, é difícil não se emocionar. É difícil não sentir na pele o momento. É gratificante sentir que pessoas nossas, sergipanos como nós, produzem uma obra com essa qualidade, com essa concentração de emoção e contando a história de uma corporação centenária”, reforçou.

“Nenhuma corporação dura 100 anos se ela não for muito boa, se ela não tiver profissionais extremamente comprometidos com a sua vocação, que é salvar vidas. Me sinto privilegiado por estar aqui essa noite. Para a gente, do GTA, é uma satisfação muito grande fazer parte dessa história”, acrescentou o coronel Fernando Góis.

O comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Alexandre José, realçou a grande dedicação dos bombeiros militares na missão de salvar vidas e também destacou o trabalho de eternização da instituição feito por meio do documentário SER Bombeiro. “É uma noite memorável, de muita emoção. Os bravos soldados do fogo e a direção do documentário puderam retratar fidedignamente o que é ser bombeiro. Isso traduz efetivamente a essência de ser bombeiro. Lá atrás, os bombeiros, mesmo sem condições, amavam sua profissão. Hoje, a tecnologia é outra, mas o sentimento é o mesmo: é de amor a essa profissão”, assinalou.

Fonte: Ascom SSP Sergipe