9 de maio de 2023, 10:28

Trabalho preventivo do Corpo de Bombeiros no carnaval reduz princípios de afogamento em 42%


Publicado em 28/02/2009

Por
Dinah Menezes

Uma redução de 42% no número de princípios de afogamento no carnaval de 2009, em relação a 2008. Esse foi o resultado do trabalho preventivo realizado pelo Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Sergipe (CBMSE). Este ano foram registrados 59 princípios, contra 102 no ano anterior.

“A nossa avaliação é bastante positiva do trabalho, pelos resultados que obtivemos, ainda mais se considerarmos que a área de atuação foi significativamente ampliada em 2009. Essa redução no número de princípios de afogamento se deu em virtude da ênfase na orientação aos banhistas e na presença de bombeiros nos locais mais críticos, tanto na capital, quanto no interior do Estado”, afirmou o comandante geral do CBMSE, coronel Nailson Santos.

Foram 159 bombeiros trabalhando durante todo o período de carnaval, sendo 95 guarda-vidas, distribuídos de acordo com a expectativa de público, nas seguintes localidades: Caueira, Abaís, Saco, Lagarto, Nossa Senhora do Socorro, Aracaju, Barra dos Coqueiros, Pirambu, Neópolis, Saúde, Própria e Telha.

De acordo com o balanço feito pelo Corpo de Bombeiros, o local com maior registro de afogamentos foi Pirambu, com 37; seguido de Aracaju, com 7; e Nossa Senhora do Socorro, com 5. “Esse número em Pirambu se deve às correntes marítimas que transformam constantemente as áreas destinadas ao banho, associado ao fato de que lá o rio Japaratuba deságua no mar, transformando esse local num dos mais perigosos em relação a afogamentos”, explicou o coronel.

Segundo o comandante, esses números se relacionam aos locais onde o Corpo de Bombeiros montou sua estrutura de prevenção, por considerá-los mais susceptíveis a acidentes, devido à concentração populacional, principalmente nas áreas de praia.

“Em relação às três mortes por afogamento noticiadas pela imprensa, é preciso esclarecer que elas aconteceram em locais diferentes daqueles onde havia prevenção do Corpo de Bombeiros. Apesar de todos os esforços, por conta da dificuldade de efetivo, não foi possível realizar prevenção em todo o Estado. É importante ainda ressaltar que é de responsabilidade das prefeituras providenciar guarda-vidas para garantir a segurança em locais públicos destinados ao banho”, pontuou o comandante.

Rodovias – O Corpo de Bombeiros esse ano colocou viaturas de salvamento estrategicamente nos pontos próximos às polícias rodoviárias estadual e federal, visando diminuir o tempo-resposta em caso de acidentes automobilísticos.

Foram registrados dois acidentes na rodovia que liga a Barra dos Coqueiros a Pirambu, nas proximidades da praia de Jatobá, ambos sem vítimas fatais. “O trabalho conjunto com as Polícias Rodoviárias Federal e Estadual deve se repetir sempre que for necessário, sobretudo nos períodos festivos”, afirmou o coronel Nailson Santos.